Santa Ema > Sobre nós > Nossos Vinhedos > Cerro Blanco

Cerro Blanco

Maipo Alto

Fundo Cerro Blanco, 112 hectares.

Seu nome, Cerro Blanco, deve-se à coloração de suas terras originadas pelo mineral Carbonato de Cálcio, CAL, presente nas águas do Rio Maipo que irrigam os vinhedos dessa região.

Cerro Blanco é um vinhedo de montanha, pois está localizado a 1.000 metros acima do nível do mar. Isso o transforma em um dos cultivos mais altos do Vale e, portanto, com a presença de uma grande oscilação térmica durante o dia e a noite.

A sua localização, nas encostas da Cordilheira dos Andes, fornece solos, principalmente, coluviais definidos como de média e baixa fertilidade.

Estas características tornam este vinhedo excepcional para o cultivo de videiras vermelhas e tornam-se o lar dos vinhos Icons, Ultrapremium e Premium do Vinhedo de Santa Ema; pois é possível obter mostos com grande concentração de cor, muito expressivos, com ótimo corpo, acidez e aromas.

A qualidade dos vinhos de Cerro Blanco é uma das mais consistentes na viticultura chilena.

Carbonato de Cálcio

Os solos de Cerro Blanco possuem uma grande quantidade de Carbonato de Cálcio, que influencia a maturação da uva; uma vez que produz uma estabilização na membrana celular que permite uma maior permanência da fruta na videira. Com isso, é possível obter maior concentração de taninos, antocianinas e polifenóis, além de outros componentes. Todos importantes para a qualidade final de um vinho de uva vermelha.

Esta característica especial do cerro blanco, somada à significativa oscilação térmica que ocorre entre o dia e a noite de até 25 graus Celsius, mais um clima mediterrâneo temperado, torna o terroir único e especial para produzir vinhos de qualidade mundial e mais complexo, encorpado e consistente.

As variedades Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Carmenere, Carignan, Malbec, Merlot, Syrah e Marselanne são extraídos deste vinhedo. Alguns deles presentes nos vinhos icônicos Rivalta, Catalina; e a linha premium Amplus da Santa Ema.

Perfil do solo e da calicata

1.- Solo de origem coluvial com alta proporção de matéria orgânica, derivado da decomposição de restos vegetais e animais, o que favorece a fertilidade do solo devido à capacidade de retenção de minerais devido à sua carga.

2.- Perfil com alta proporção de argilas (40%), o que permite uma retenção de água ideal para a alta demanda atmosférica do terroir. Equilibrado por uma alta proporção de pedras subangulares que oxigenam o perfil, produzindo vinhos equilibrados entre a acidez e o álcool.

3.- Solos com presença de rochas no processo de meteorização, gerando condutas preferenciais para a colonização profunda das raízes, dando à planta a capacidade de se autorregular. Possui influências de claustros de origem calcária, fundamentais para o envelhecimento dos vinhos de recordação.